Especialidades - Diagnóstico

          Quando existe a suspeita clínica, o doente deverá agendar uma consulta de sono acompanhado do seu/sua parceiro (a), pois é importante saber o que se passa de noite enquanto o doente pensa que está dormindo bem e, depois de realizada a anamnese e exame físico e ocorrendo a suspeita de SAHOS, será necessário fazer uma radiografia panorâmica para avaliação das estruturas bucais, e um exame de sono padrão de confirmação, chamado de Polissonografia, que consiste em uma análise de vários parâmetros neurológicos e fisiológicos do indivíduo durante o sono. O paciente durante uma noite tem o seu sono monitorado, onde será feita a avaliação do ciclo respiratório como fluxo aéreo nasal e bucal, esforço respiratório, do ronco, presença, freqüência, tipos e duração de apnéia (IAH), dos estágios do sono e quanto tempo o indivíduo perdurou em cada um deles, despertares, atividade elétrica cerebral, movimento dos olhos, funcionamento do coração (eletrocardiografia), oxigenação sanguínea (oximetria), movimentação das pernas, etc.

           Assim se fará o diagnóstico preciso do seu sono e seus possíveis distúrbios, e a avaliação da sua gravidade para que se escolha o tratamento mais adequado para cada caso.

                                                       

     Exame de Polissonagrafia

          Como a polissonografia é um exame de identificação e confirmação de diagnóstico, será necessário a repetição do exame algum tempo depois de iniciado o tratamento, para a verificação da eficácia do tratamento proposto, ou quando o médico e ou o dentista julgarem necessário.

 Faça aqui uma pré-avaliação da sua condição física e da qualidade do seu sono.

          Para fazer uma avaliação simples da sua condição física e da qualidade do seu sono, que podem indicar possíveis distúrbios do sono, porém lembrando que isoladamente não são totalmente conclusivos, calcule os dois índices abaixo:

Índice de Massa Corporal – IMC

          É o seu peso corporal dividido pelo quadrado da sua altura, onde o IMC = Peso (kg) ÷ Altura (m)2

adasdasd _______________________________

Resultado:
– Até 25: normal
– Maior que 25: excesso de peso
– Maior que 30: obesidade leve
– Maior que 35: obesidade moderada
– Maior que 40: obesidade mórbida
– Maior que 45: hiperobesidade

Índice de Epworth

          É o índice de sonolência diurna, ou seja, a facilidade que o paciente tem para dormir durante o dia. É mensurada através de um questionário simples, e seu resultado demonstra em que grau a apnéia do sono pode estar atrapalhando a vida do indivíduo. Lembre-se que nem só a SAHOS pode causar sonolência, por isso é fundamental que o diagnóstico preciso, seguro e completo seja feito por profissionais capacitados através de outros exames.

          Não considerando apenas se sentir cansado (a), qual a chance de você cochilar ou dormir realmente nas seguintes situações? (mesmo que você não tenha feito isso recentemente, tente considerar a chance de acontecer). Use a seguinte escala para escolher o número mais apropriado para cada situação:

Chance de acontecer:
0 – Nunca aconteceria
1 – Pequena chance de acontecer
2 – Moderada chance de acontecer
3 – Alta chance de acontecer

Situações Chance de Acontecer
Sentado e lendo
Assistindo TV
Sentado inativo em lugar público (ex. teatro, aula)
Como passageiro de um carro por uma hora sem parar
Deitado para descansar à tarde
Sentado e conversando com alguém
Sentado quieto após o almoço sem ter tomado álcool
Dentro do carro, enquanto parado por alguns minutos no tráfego
Total


Resultados:
Menor que 08 - Sono Normal
Entre 08 e 10 - Sonolência Leve
Entre 11 e 15 - Sonolência Moderada
Entre 16 e 20 - Sonolência Severa
Entre 21 e 24 - Sonolência Excessiva

          Caso seu IMC seja maior que 25 e seu Ìndice de Epworth maior que 08, é melhor você agendar uma consulta de sono para uma avaliação mais precisa.



Voltar

Rua Cussy de Almeira Jr., nº 765-A - Araçatuba - SP
CEP 16.010-400
Telefones: (18) 3622-3358 / 3625-2605 / WhatsApp 99672-3358