Especialidades - Consequências da Apnéia do Sono

          Além da alteração da qualidade de vida provocada pelos sintomas já descritos, há também riscos durante a noite, pois, cada vez que a respiração para, o nível de oxigênio no sangue baixa subindo o nível de gás carbônico, e o músculo do coração tem que trabalhar intensamente, levando a um aumento da pressão arterial cardíaca e cerebral, provocando arritmias cardíacas durante a noite, além de outras doenças cardíacas e vasculares: hipertensão, doenças coronarianas, angina, infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca e o aumento do risco de AVC – Acidente Vascular Cerebral (derrame). Essas alterações “avisam” o cérebro que existe um problema respiratório gerando um pequeno despertar de poucos segundos, levando a um aumento da contração muscular e restabelecimento da potência das vias aéreas superiores e normalização temporária da respiração. No paciente com apnéia este tipo de evento ocorre inúmeras vezes, chegando a ocorrer centenas de vezes durante o sono, levando a sua fragmentação excessiva.

                                            

“Pacientes com Apnéia do Sono tem 5 vezes mais chance de sofrerem infarto do miocárdio e derrames cerebrais”

 

          Pode provocar também:

> Resistência a insulina, associada ao desenvolvimento da Diabetes;

> A fragmentação do sono diminui a secreção do GH (Hormônio do Crescimento), prolactina, liberando Cortisol e TSH favorecendo o ganho e impedindo a perda de peso, causando ou potencializando a obesidade;

> Alteração do metabolismo da leptina, hormônio que regula o apetite, que propicia a saciedade e o metabolismo glicêmico;

> Acidente de trânsito e de trabalho;

> Morte súbita noturna.



Voltar

Rua Cussy de Almeira Jr., nº 765-A - Araçatuba - SP
CEP 16.010-400
Telefones: (18) 3622-3358 / 3625-2605 / WhatsApp 99672-3358